Plano de Negócios
Fique no lucro.

Planeje seu caminho, caminhe o planejado.


Primeiros Passos

Quando se pensa em começar um negócio, ou mesmo com sua empresa já funcionando, o primeiro passo é pesquisar, colher informações e estabelecer limites.

Quem quiser fazer um Plano de Negócio elaborado pode ler o que escrevi sobre o assunto. Entretanto, se você ainda está pensando onde iniciar ou quer ter uma visão rápida, este artigo poderá lhe ajudar.

É claro que é mais fácil iniciar um negócio quando o empreendedor já conhece a rotina e as particularidades do que arriscar em algo totalmente desconhecido, o que vai exigir muito mais trabalho de pesquisa, observação e investigação.

Existem segmentos que, mesmo sem experiência, o empreendedor pode acertar, como é o caso do comércio, cujo sucesso depende principalmente de uma boa localização, instalação, bons produtos e força de vendas. Mesmo assim, por ser mais fácil de iniciar, o comércio costuma enfrentar maior número de concorrentes. Ou seja, em qualquer caso é necessário planejamento e inteligência em marketing.

Primeiro passo

Inicialmente você deve responder o seguinte:

1 - Qual o ramo de negócio que eu gostaria de entrar?

2 - Por que eu escolhi esse ramo? Qual a minha experiência nesse ramo?

Em seguida é necessário calcular o investimento inicial. Para lhe ajudar, preparei uma tabela com itens básicos. Não estão incluídos os complementos como seguro da empresa, alarmes, decoração etc. Ou seja, é uma sugestão que você deverá complementar o que for necessário no seu caso.




*Obs.: Exemplos de Despesas Fixas: aluguel, salários, comissão de vendedores, luz, água, telefone, internet, manutenção etc. Despesas Variáveis: compra de matéria prima (depende da venda), combustível, impostos, taxas bancárias etc.


Segundo passo

Agora que você já tem uma idéia do que deseja iniciar ou onde deseja entrar (sócio de outra empresa já existente, franquia etc.) e sabe quanto precisa investir, você precisa analisar se mercadologicamente seu projeto é viável. Ou seja, você precisa saber se haverá clientes em condições de manter sua empresa funcionando e gerando lucros.

Conhecendo qual será o total necessário para fazer sua empresa funcionar e qual é o potencial de vendas do seu mercado local, você poderá descobrir qual será o retorno do seu investimento.

Como calcular o retorno do investimento?

O retorno do investimento é proporcional à capacidade de produção da empresa gerada num determinado período. Ou seja, quando a empresa atingirá seu ponto de equilíbrio e começará a dar lucro. No meu artigo sobre Plano de Negócio existe mais explicações sobre esse assunto.

Entre as diversas fórmulas e métodos de cálculo do retorno de investimento, uma forma de saber é dividindo o investimento pelo lucro obtido.


Exemplo: Fulano abriu com 10.000,00 uma confecção de roupas que tem 8 funcionárias capazes de produzir cerca de 240 peças por mês ao custo de 30,00 cada (custo de fabricação + custo operacional) Se ele pretender um lucro de 20%, o custo de venda de cada peça será 36,00. Então, seu faturamento mensal previsto será 240 peças X 36,00 = 8.640,00 dos quais 1.728,00 correspondem ao lucro (20%). Portanto, 10.000,00 (investimento) dividido por 1.728,00 (lucro mensal) = 5,8 ou seja, cerca de seis meses depois o Fulano terá o retorno do investimento.


Entretanto, não basta saber apenas qual é sua capacidade de fabricação ou venda. Para saber se sua empresa vai dar lucro você precisa ter uma estimativa de quantos clientes comprarão (ou pretendem comprar) seus produtos e qual o volume médio de compras de cada um dos clientes. Esse potencial de vendas do seu mercado comparado ao seu investimento é que será capaz de lhe dar uma resposta mais realista se a sua empresa será lucrativa.

Leia meu artigo Plano de Negócios e saiba mais.