Plano de Negócios
Introdução
O que é
Por que fazer
Primeiros passos
Estrutura
Capa / Sumário
Resumo do Negócio
O Mercado
Público-Alvo
Concorrência
Estratégia de Venda
Organograma
Plano financeiro
Investimento inicial
Resultados
Receitas
Custos
Resultados / Produto
Custos / Mão de obra
Depreciação, Manutenção, Conservação e Seguros
Impostos
Fluxo de Caixa
Balanço Patrimonial
Ponto de equilíbrio
Análise Investimentos
Apresentação
Referências
x

Análise de Investimentos (Payback, Vpl, Tir)

O mercado financeiro, que é composto por agentes financeiros de diversas naturezas, como Bancos, Financeiras, Agentes de Fomento, Capitalistas de Riscos e Investidores, utiliza as informações do Plano de Negócio para diversos tipos de análises, a fim de concederem empréstimos, linhas de crédito, financiamentos etc.

Outras análises, chamadas de Indicadores Financeiros, podem ser efetuadas com os demonstrativos contábeis (em especial com o Balanço Patrimonial, Fluxo de Caixa e Demonstrativo de Resultados), com o objetivo de medir a situação financeira atual e sua tendência.

Os principais métodos de análise de investimentos são os seguintes:

  • PAYBACK

Determina o período de tempo necessário para que a empresa recupere o valor inicialmente investido. Este método é utilizado pelas pequenas empresas, devido a sua facilidade de cálculo.

Sua regra básica é a seguinte: quanto mais tempo a empresa precisar esperar para recuperar o investimento, maior a possibilidade de perda. Por outro lado, quanto menor for o período de payback, menor será a exposição da empresa aos riscos.

Exemplo: O salário de João é 4.000,00 e sobra 10% no final do mês (400,00). Ele quer comprar um computador que custa 1.600,00. Dividindo o preço do computador por 400,00 João pagará o computador em 4 meses (4 x 400 = 1.600). Nesse caso o payback é 4.

Sua principal desvantagem é a de não considerar o valor do dinheiro no tempo, ou seja, não descontar os valores futuros do fluxo de caixa, sendo simplesmente um período de tempo máximo aceitável, determinado subjetivamente, através das entradas de caixa no momento em que ocorrem e quando o fluxo alcança o ponto de equilíbrio (as entradas se igualam ao investimento). Outra desvantagem é que o payback não reconhece os fluxos de caixa que ocorrem após o período de recuperação do capital, portanto, ignora todo o retorno projetado para o projeto.

  • VPL (Valor Presente Líquido)

Esta é considerada uma sofisticada técnica de análise de orçamento de capital, exatamente por considerar o valor do dinheiro no tempo. Utilizando-se esta técnica, tanto as entradas como as saídas de caixa são traduzidas para valores monetários atuais. Dessa forma, podem ser comparadas ao investimento inicial, que está automaticamente expresso em termos monetários atuais.

Este tipo de técnica desconta os fluxos de caixa da empresa a uma taxa especificada. Esta taxa é freqüentemente chamada de taxa de desconto, custo de oportunidade ou custo de capital, e refere-se ao retorno mínimo que deve ser obtido por um projeto, de forma a manter inalterado o valor de mercado da empresa.

O critério usado para a aceitação ou não de determinado projeto é a seguinte: se o VPL for maior que zero, aceita-se o projeto; se o VPL for menor que zero, rejeita-se o projeto.

Se o VPL for maior que zero, a empresa obterá um retorno maior do que seu custo de capital. Com isto, estaria aumentando o valor de mercado da empresa e, conseqüentemente, a riqueza dos seus proprietários.

Leia mais sobre VPL aqui.

Obs. Descubra como calcular a VPL com uso da planilha Microsoft Excel. Acesse o link: http://office.microsoft.com/pt-br/excel/HP052091991046.aspx?pid=CH062528251046

  • TIR (Taxa Interna de Retorno)

Determina o rendimento proporcionado pelo negócio por determinado período (mensal ou anual). É considerada a técnica sofisticada mais usada para a avaliação de alternativas de investimentos.

O critério usado para a definição da aceitação ou não do projeto é a seguinte: se a TIR for maior que o custo de capital (investimento no mercado financeiro), aceita-se o projeto; se for menor, rejeita-se o projeto. Este critério garante que a empresa esteja obtendo, pelo menos, sua taxa requerida de retorno.

Leia mais sobre TIR aqui.

Obs. Descubra como calcular a TIR com uso da planilha Microsoft Excel. Acesse o link: http://office.microsoft.com/pt-br/excel/HP052091461046.aspx

 

O Plano de Negócio pode encerrar com a seguinte tabela:




 

Anterior

 

Mais

   

www.carlosmartins.com.br   |  fale conosco